15:08 Fagner Soares 0Comentários

O Cariri poderá receber um novo equipamento de incentivo ao turismo regional. Um projeto de autoria da Secretaria das Cidades foi apresentado a órgãos como o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O esperado é que, sob autorização do ICMBio, seja permitido o uso das terras da Floresta Nacional do Araripe para que, com autorizações do Governo Federal e dos trâmites legais, uma data para execução da obra seja definida.

Conforme previsto no projeto, o local para instalação do teleférico é o município de Barbalha e interligará a Vila do Caldas ao Mirante do Cruzeiro, no alto da Chapada do Araripe. A pretensão é que seja possível o transporte de até 660 pessoas por hora, com embarque no antigo Hotel Balneário da Vila. O percurso completo possui 550 metros e apresenta desnível na altitude de até 146 m. Composto por torres que sustentam os cabos por onde o equipamento percorre, o teleférico de Barbalha tem como meta reforçar o turismo local e proporcionar aos visitantes uma interação com o meio ambiente.

Para Antônio de Luna, Secretário de Cultura e Turismo de Barbalha, o instrumento alavancará, ainda mais, o turismo de toda região. Como destacou, enxerga no Caldas e em seus atrativos uma espécie de praia caririense, que atrai pessoas de todos os lugares, que se encantam com as belezas locais. “O Caldas vai se tornar um grande centro atrativo, não só na questão do turismo, mas na cultura, trabalho e desenvolvimento sustentável”, enfatiza.

Como enfatizou Nilton Santos, guia de turismo regional, qualquer construção, seja na Chapada ou em seu entorno, afeta o meio ambiente, mas, se bem elaborada e praticada de forma sustentável, traz benefícios para todo local. Assim como Antônio, ele vê no teleférico um empreendimento de grandiosa importância para o desenvolvimento do turismo e outros setores. Nilton acrescenta, ainda, a necessidade de projetos e melhorias na infraestrutura dos pontos turísticos existentes atualmente. “A situação atual do município de Barbalha não é muito diferente dos outros municípios circunvizinhos. Faltam apoio e incentivos para alavancar o turismo local. Esperamos que as autoridades acordem para o desenvolvimento e apoiem os projetos futuros no setor”, finaliza.

Fonte: Jornal do Cariri

face

0 comentários: