Polícia investiga estupro de turista alemã em Jericoacoara

19:00 Fagner Soares 0Comentários

Após um ano da morte da italiana Gaia Molinari, em Jericoacora, mais um caso de violência com turista chama atenção. Uma alemã, de 24 anos, (identidade preservada) registrou um Boletim de Ocorrência no último sábado (26), onde relata ter sido roubada e estuprada.

De acordo com o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Marcus Vinicius Rattacaso, apesar da turista ter registrado o B.O na Delegacia Regional de Sobral, as investigações do inquérito estão a cargo Delegacia de Acaraú com apoio operacional da Delegacia de Jijoca de Jericoacoara, sob a orientação dos delegados Cladston e Marco Aurélio. A previsão é que hoje o resultado do exame de corpo de delito saia e as investigações comecem.

O crime teria acontecido- segundo depoimento à Polícia- por volta das 4h da manhã, na Duna do Pôr do Sol, quando ela, acompanhada de um amigo austríaco, foi abordada pelo suspeito, um homem de estatura mediana, pele morena, cabelo preto e liso que aparentava ser um nativo da região.

O homem teria roubado R$400, uma máquina fotográfica e celular. De acordo com o depoimento, o suspeito teria dado à jovem duas opções: fazer sexo com o amigo austríaco para que ele assistisse ou ter relação sexual com ele. Contudo, o suspeito voltou atrás e a estuprou.

A jovem contou ainda em depoimento que tentou oferecer mais dinheiro para evitar a violência, mas não obteve sucesso. Enquanto o estupro acontecia, o austríaco foi orientado a ficar de costas. O inspetor Mota, da Delegacia de Sobral, disse que a alemã informou que não conseguiu ver se o suspeito estava armado e que ele usava apenas bermuda e portava uma mochila.

Após a ação, a jovem voltou para o Hostel Tirol e procurou a Polícia. Por ser fim de semana, ela foi levada à Delegacia de Acaraú, que estava fechada por não ter delegado, e lá encaminhada para Sobral, onde registrou o Boletim de Ocorrência. Após fazer o B.O, a alemã foi à Coordenadoria de Medicina Legal (Comel) da Perícia Forense (Pefoce) da cidade, por volta das 16h, e fez um exame de corpo delito.

Volta antecipada

Conforme o depoimento, a turista alemã estava em Jericoacoara desde o último dia 22, chegou sozinha ao local e teria conhecido o austríaco no hostel. A alemã estava em Canoa Quebrada e seguiu para Jericoacora, onde permaneceu até ontem.

A jovem entrou no Brasil no dia seis de outubro. A primeira postagem nas redes sociais em Aracati foi no dia sete de dezembro, onde ficou até o dia 22. Sua saída do País está marcada para o dia seis de janeiro, mas o Consulado da Alemanha informou que a turista tem a intenção de antecipar sua volta.

Segurança da vila

Conforme o Diário do Nordeste publicou ontem, o efetivo de policiais em Jericoacoara tinha sido reforçado para o período em mais 12 homens e algumas viaturas. A Vila conta atualmente com 13 policiais militares, que atendem num único posto policial, com duas viaturas.

Por não possuir delegacia, as vítimas são orientadas a buscar atendimento na sede do município de Jijoca, localizado a cerca de 18 quilômetros, com atendimento das 8 às 18 horas, de segunda a quinta-feira. Após esse horário, a pessoa tem que se dirigir ao município de Acaraú, distante cerca de 55 quilômetros.

FIQUE POR DENTRO

Outros crimes envolvem estrangeiros

Assassinada em Jijoca há um ano, vítima de estrangulamento, a turista italiana Gaia Molinari, de 25 anos, virou um caso ainda sem solução para a polícia. Segundo as investigações, que até hoje não apontaram nenhum culpado, ela teria sido morta no dia 24 de dezembro com requintes de extrema violência. Nenhum delegado dá informações sobre o caso, que tem seu inquérito tramitando em segredo de justiça.

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) está investigando o desaparecimento do turista argentino Leonardo Iudicello, 30. O estrangeiro sumiu na Praia de Jericoacoara, no Ceará, enquanto acampava. No último dia 9 de julho deste ano, ele fez o último contato com os parentes, solicitando uma passagem de volta para casa.

De acordo com informações oficiais, o argentino teria entrado em território brasileiro ainda no mês de junho deste ano. Inicialmente, o turista esteve na Praia de Pipa, no Rio Grande do Norte. Em julho, foi para Canoa Quebrada, no Ceará e, posteriormente, esteve em Jericoacoara. A barraca onde o turista acampava foi encontrada em chamas, no dia 14 de julho de 2015, junto com os pertences de Iudicello.

Fonte: Diário do Nordeste
face

0 comentários: