Contran dá novo prazo para uso de simuladores em autoescolas no DF

12:30 Fagner Soares 0Comentários

O Distrito Federal terá novo prazo para tentar se adequar às regras que tornam obrigatório o uso de simuladores de direção para emissão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) — medida que deveria ter saído do papel no último dia 1º. Após sucessivas mudanças na norma que versa sobre o tema (atualmente, a Resolução nº 543/15), o Conselho Nacional de Trânsito (Contran) deu mais 180 dias para que todos os centros de formação de condutores da capital possam adotar mecanismos, que vão da compra dos equipamentos à implantação do sistema de controle e monitoramento das aulas.

Pelas novas regras, candidatos à obtenção da primeira habilitação terão que fazer no mínimo 25 horas de aula prática, cinco delas no simulador. O condutor que deseja adicionar a categoria B, por sua vez, terá de se submeter a 20 horas de aula, cinco no equipamento. Essa é a terceira vez que a resolução passa por alteração desde a sua primeira publicação, em 2014. Na ocasião, donos de autoescolas protestaram em frente ao Congresso Nacional, sob a justificativa de que a determinação acarretaria prejuízos, já que cada simulador custa entre R$ 30 mil e R$ 40 mil.

Depois de suspensa por quase um ano, a obrigatoriedade foi retomada em junho de 2015. A atualização mais recente foi publicada em dezembro passado, quando a entidade estipulou o novo prazo.

Caso a determinação do Contran estivesse valendo hoje, nenhuma das cerca de 180 autoescolas do DF estaria apta para emitir a CNH conforme os novos moldes. Segundo o Sindicato das Auto e Moto Escolas e Centros de Formação de Condutores (Sindauto-DF), embora poucas destas já tenham adquirido simuladores, as aulas não terão validade.
Fonte:correiobraziliense.com
face

0 comentários: