Prefeito de Assaré nega acusações de radialista

16:55 Fagner Soares 0Comentários

Em mais uma investida contra a popularidade do prefeito Samuel Freire, que desempenha uma gestão voltada aos carentes, o locutor Jocélio Leite, vem, maldosamente, em nota divulgada em redes sociais, acusá-lo de atentar contra a sua vida.

O locutor, que se diz ameaçado, já é um velho conhecido da população ao se posicionar contra tudo e contra todos que chegam ao poder democraticamente. Faz parte do seu perfil agressivo, tentar colocar a população contra o gestor, a título de vingança, por não ter como chegar ao cargo majoritário.

É bem verdade que o prefeito vem sendo vítima de acusações infundadas, calunias, agressões e  insultos, ódio e ameaças, que o locutor alimenta diariamente no microfone da sua emissora. No entanto, Samuel Freire, não usa sequer o direito de resposta e o poder de representá-lo judicialmente por achar que não vale à pena.

A figura deste locutor torna-se inexpressiva diante do projeto social que o prefeito coloca à sociedade assareense. Além do mais, o chefe do Poder Executivo tem outras atribuições e não lhe sobra tempo para ouvir asneiras e recalques de ninguém.

Agora, Samuel sim, diariamente sofre ameaças claras e explícitas deste cidadão. Mas, não se abala e muito menos se sente atingido, porque tem consciência daquilo que faz ao cumprir o seu dever. Recorrendo à sabedoria popular, faz uso do adágio: ”o mau por si, se destrói” e com ele vão os malfeitores.

Portanto, se alguém o ameaçou, esta pessoa não foi e jamais será Samuel Freire. Temeroso por algo de mau que venha lhe acontecer, o locutor em desespero, antecipa os culpados e coloca a população como escudo para defendê-lo.

Sobre as suas truculências tendo Samuel como endereço certo, nenhuma delas atingiu ao gestor. Por isso, o locutor está perdoado. E quanto aos outros, Samuel nada tem a haver e não quer sequer saber. E o povo assareense conhece o seu prefeito, uma pessoa do bem, incapaz de ferir até com palavras. Até mesmo os animais, mesmo aqueles que se tornam agressivos por se encontrar fora do seu habitat natural.

Assessoria de Imprensa
face

0 comentários: