Judiciário do Ceará entre os 4 piores do Brasil, diz presidente da OAB-JN

10:02 Fagner Soares 0Comentários

O presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Subsecção Juazeiro do Norte, Tarso Magno, classificou como caótica a situação do Judiciário no Estado do Ceará. A falta de varas e de profissionais para atender a demanda é o que tem provocado à situação. Conforme Tarso, o atual contexto na Região Metropolitana do Cariri é ainda pior.

De acordo com a o presidente da OAB, a atual conjuntura coloca o judiciário do Estado do Ceará entre os quatro piores do Brasil. O ranking é calculado através de metas que o Conselho Nacional de Justiça (CNJ) estabelece que sejam cumpridas. Neste momento em Juazeiro, o número de varas corresponde a aproximadamente 50% do ideal para a quantidade de habitantes.

Outro problema enfrentado é a quantidade de profissionais disponíveis nessas instituições que também são aquém do ideal. O que para o presidente da OAB-Juazeiro, provoca a queda no rendimento e faz com que as metas não sejam cumpridas. “Pra você ter uma ideia, aqui em Juazeiro do Norte às varas cíveis que deveriam ter em torno de 1.500 processos tem 6.500 processos. E os juízes não conseguem bater essas metas.”, revela.

Na contramão da qualidade no serviço, o Tribunal de Justiça do Estado do Ceará teve um aumento nas custas processuais que chegam até 1.000% (um mil por cento). O projeto para o aumento foi aprovado em 2015 pela Assembleia Legislativa do Estado e já entrou em vigor desde janeiro deste ano.

Na sessão da última terça-feira, dia 1º, Tarso Magno, que também é vereador pelo Partido Republicano, fez pronunciamento sobre a situação do Poder Judiciário de Juazeiro do Norte.

A TV Miséria acompanha as sessões e disponibiliza os vídeos.

Assista ao vídeo:

Fonte: Miseria.com.br
face

0 comentários: