Polícia belga divulga vídeo de suposto 3º terrorista de aeroporto

14:45 Fagner Soares 0Comentários

A Polícia Federal da Bélgica divulgou nesta segunda-feira (28) o vídeo do suposto terceiro terrorista do atentado da última terça-feira (22) no aeroporto internacional de Zaventem, perto de Bruxelas, para pedir a colaboração da população na busca.

O "homem do chapéu", a terceira pessoa que aparece à direita de uma imagem dos autores do massacre no aeroporto que foi divulgada aos meios de comunicação na semana passada, está ainda sendo ativamente procurado.

Até agora, só tinham circulado capturas das imagens das câmaras de segurança.

A polícia disponibilizou em seu site oficial um vídeo de menos de 40 segundos que mostra o terrorista com um casaco claro, gorro negro e óculos, enquanto empurra um carrinho com uma mala.

De acordo com a informação da procuradoria federal, ele teria deixado essa mala, que transportava a maior carga explosiva, e depois deixado o aeroporto.

"A polícia tenta identificar este homem. Ele é suspeito de ter cometido o atentado do aeroporto de Zaventemen na terça-feira 22 de março de 2016", publicou a polícia em seu site.

Este terceiro indivíduo aparece no vídeo com Ibrahim El Bakraoui e Najim Laachraoui, os dois terroristas suicidas de Zaventem.

Vários meios de comunicação apontaram que poderia se tratar de Fayçal Cheffou, um dos seis suspeitos detidos na quinta-feira (24) em Bruxelas, que estava em prisão preventiva acusado de dirigir atividades de um grupo terrorista foi liberado por falta de provas.

Vítimas

As autoridades belgas elevaram nesta segunda para 35 o número de vítimas fatais dos atentados em Bruxelas. Fontes do centro de crise haviam anunciado um balanço de 31 mortos durante os ataques, mas quatro pessoas faleceram no hospital. O balanço precedente não registrava essas mortes.

Buscas

Três homens foram presos nesta segunda-feira na Bélgica por "participação em atividades de um grupo terrorista" após uma operação realizada no domingo em várias cidades do país, anunciou a procuradoria federal.

Yassine A., Mohamed B. e Aboubaker O. foram detidos, acrescentou a procuradoria em um comunicado, no qual se refere a uma "operação judicial antiterrorista", embora sem estabelecer um vínculo com os atentados de terça-feira (22).

Fonte: EFE

face

0 comentários: