Analistas veem dólar entre R$ 3,20 e R$ 3,30 em caso de impeachment

13:00 Fagner Soares 0Comentários

Segundo gestores, porém, nesta quinta começou um fluxo diferente, de aposta em uma queda ainda mais forte da moeda americana.

Analistas e investidores já acreditam que a cotação pode recuar para algo entre R$ 3,20 e R$ 3,30 na próxima semana caso o impedimento da presidente passe na Câmara dos Deputados.

O mercado vê com bons olhos a saída de Dilma. A avaliação corrente é que isso poderia colocar um ponto final no impasse político que paralisou a economia e aprofundou a recessão.

A nova atuação do BC freou a queda do dólar, mas novamente não impediu que a moeda americana recuasse.

A autoridade monetária realizou três leilões de swap reverso –que equivalem a compra de dólar no mercado futuro–, em um total de US$ 6 bilhões. Em três dias, o BC "comprou" o equivalente a US$ 19,3 bilhões.

Mas operadores acreditam que a pressão do mercado é mais forte e vai prevalecer.

"Ainda há muitas posições compradas [operações em que se acredita na alta do dólar] sendo desfeitas, e, como amanhã [sexta, 15] é o último dia útil antes da votação do impeachment na Câmara, a pressão vendedora está muito forte", diz Ítalo Santos, especialista em câmbio da corretora Icap.

"Se o impeachment passar na Câmara, o dólar pode chegar ao patamar de R$ 3,30, então o BC deve atuar ainda mais no câmbio, diz.

O Ibovespa chegou a subir na parte da manhã, mas terminou em baixa de 1,39%, com os investidores embolsando os lucros de altas recentes. O principal índice da Bolsa foi influenciado ainda pelo cenário externo desfavorável, afetado pela queda dos preços das commodities. 

Fonte: Folha de S.Paulo
face

0 comentários: