Antena de telefonia é incendiada em Caucaia

09:50 Fagner Soares 0Comentários

Uma antena de telefonia instalada na localidade de Boqueirão do Arara, no município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), foi incendiada, na tarde de ontem. Um prédio da operadora, onde estavam os equipamentos para manutenção da antena, foi pichado com insinuações de que o fato pode ter ocorrido em represália ao projeto de Lei, aprovado na Assembleia Legislativa há um mês, que prevê o bloqueio de sinais de celulares nas unidades prisionais do Estado.

A pichação ainda faz uma ameaça dizendo "estamos só começando". No local foram escritas ainda as siglas das facções criminosas Família do Norte (FDN), criada na Região Norte do País; do Comando Vermelho (CV), criado no Rio de Janeiro; e Paz, Justiça e Liberdade (PJL), criada no Triângulo Mineiro como um braço do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Até o momento ninguém foi identificado ou preso pelo ataque. "A antena fica no meio do nada, em um matagal. É propriedade privada, o que nos fazia acreditar que tivesse algum tipo de segurança privada, mas não tinha. Era um equipamento totalmente abandonado pela empresa. Os funcionários da operadora só iam lá se desse problema", declarou o comandante do Policiamento da Capital (CPC), coronel Francisco Souto.

Segundo o oficial da PM não tinha câmeras de segurança no local, que é uma área desabitada. "Não têm moradores nas proximidades. Fomos avisados do fato, quando a antena já estava pegando fogo. Fizemos o isolamento do local e acionamos o Corpo de Bombeiros Militar (CBM), que foi até lá e conseguiu apagar as chamas", explicou o oficial.

Francisco Souto explicou que a ´caçada´ aos suspeitos será muito complexa diante das condições em que o crime aconteceu. "Infelizmente não temos pistas. Por terem praticado o crime em um área totalmente isolada, ganharam muito tempo em relação à Polícia para fugir. Vamos tentar de todas as formas chegar até eles, mas será muito difícil".

Para o oficial, os ataques fazem parte de uma "onda de oportunismo". "Eles botam fogo e dizem que são ordens de facções, mas isto não procede na maioria dos casos. Qualquer pessoa pode fazer isto sem estar realmente ligada a estas organizações criminosas. Isso é só um oportunismo, uma tentativa de desestabilizar as forças de Segurança Pública do Estado", comentou.

Bomba

Uma ameaça de bomba foi registrada, na tarde de ontem, na central da mesma operadora de telefonia proprietária da antena. O prédio, localizado na Avenida Borges de Melo, bairro Parreão, foi alvo de uma varredura do Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Os andares do prédio foram gradativamente evacuados e revistados pelos militares do Esquadrão Antibombas, que não encontraram nenhum tipo de artefato explosivo.

Equipes das Rondas Ostensivas com Cães (Roca) também ajudaram vasculhar o local. Os cães farejadores estiveram nos três pisos, mas também não encontraram nada que configurasse uma ameaça de explosão, conforme a Secretaria de Segurança Pública e defesa Social (SSPDS).

O comandante do Gate disse que informação sobre a bomba partiu de uma funcionária da central. "Ela disse que escutou alguém falando ao telefone, no banheiro, dizendo que tinha deixado uma bomba no prédio. No entanto, nada foi encontrado", afirmou o major Antônio Cavalcante, comandante do Gate.

Fonte: Diário do Nordeste

face

0 comentários: