Autoridades de saúde dos EUA concluem que vírus da zika causa microcefalia

10:10 Fagner Soares 0Comentários

Autoridades de saúde dos Estados Unidos concluíram que a infecção pelo vírus da zika em mulheres grávidas é a causa da microcefalia e de outros distúrbios cerebrais em bebês. A conclusão vem após a revisão de diversos estudos detalhados por todo o mundo sobre o vírus.

Autoridades de saúde do Brasil, dos EUA e de todo o mundo têm afirmado há algum tempo que o vírus, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti, era a causa provável do aumento de número de casos de microcefalia em áreas afetadas pela zika no Brasil. Entretanto, a doença não havia sido declarada a causa definitiva até agora.

Até a tarde desta quarta (13), a OMS (Organização Mundial da Saúde) ainda tratava como uma forte suspeita a informação de que o vírus da zika era responsável pelo nascimento de 1.113 crianças com microcefalia e outras lesões cerebrais no Brasil. O órgão ainda não comentou o anúncio norte-americano. 

O estudo feito pelo CDC (Centro de Controle de Doenças, em inglês) aponta que não há uma evidência única que seja prova conclusiva de que o vírus é o responsável pelas lesões cerebrais em fetos, no entanto a avaliação cuidadosa de numerosas pesquisas foi considerada suficiente para determinar a zika como causa.

Segundo a pesquisa publicada no periódico New England Journal of Medicine, uma mulher que se infecte com zika durante a gravidez tem mais riscos de ter um bebê com microcefalia e outras graves más-formações no cérebro. Mas isso não significa que todas as mulheres infectadas com o vírus na gravidez terão bebês com esses problemas, diz o centro.

O órgão voltou a recomendar que mulheres grávidas usem preservativos em relações sexuais com parceiros que tenham sido infectados pelo vírus da zika. Ao menos 40 países já registraram a presença do vírus. 

Fonte: UOL

face

0 comentários: