Mototaxista foi morto a golpes de faca em Araripe e acusado do crime já está preso

06:52 Fagner Soares 0Comentários


"Negão" foi preso e autuado em flagrante para responder por homicídio (Foto: Reprodução)


O corpo do mototaxista Antonio Alves Feitosa, de 53 anos, que residia na Rua 106, número 212 (Bairro COHAB III) em Araripe, foi encontrado por volta das 10 horas deste domingo em uma casa na Fazenda Luciana no Sítio Mulungu naquele município. Estava ao lado de uma espingarda socadeira, apresentava várias perfurações à punhaladas e a sala do imóvel revirada. O cadáver foi encontrado por Antonio Carlos Mendonça Ribeiro, o "Manim da Luciana", residente em Juazeiro do Norte, ao percorrer a propriedade.

Ele tratou de avisar à polícia quando o Subtenente Damião, o Sargento Aurílio e o Soldado Simão estiveram no local que fica a uma distância média de 5 Km para o centro de Araripe. Havia ainda uma perfuração à bala numa TV e mais três no tanque de uma moto Honda CG 150 Fan de cor cinza pertencente à vítima a qual se encontrava estacionada no terreiro da residência. O caseiro da fazenda que mora no imóvel não se encontrava e os PMs saíram em diligências à sua procura.

Cerca de três horas e meia depois, no mesmo Sítio Mulungu, prenderam José Nilton Doca Benedito, o "Negão", que confessou a autoria do homicídio. Segundo narrou, estava dormindo em casa quando, no início da madrugada, chegaram dois homens para matá-lo com uma espingarda socadeira. Daí recolheu um punhal e lesionou um deles no caso o mototaxista que morreu. Depois, apanhou um rifle e disparou contra o outro homem não o atingindo e este fugiu à pé sem ser identificado quando atirou na moto.

O acusado não soube pontuar os motivos da tentativa de homicídio contra sua pessoa e a polícia não encontrou o punhal usado no crime e nem o rifle. Este foi o segundo homicídio do mês de novembro em Araripe e o oitavo de 2016 no município, onde 10 pessoas tombaram mortas no decorrer do ano passado. O último deste ano foi no dia 18 de novembro tendo como vítima o vigilante Manoel Alves Feitosa, de 56 anos, morto à facadas pelo ex-presidiário José Reinaldo de Souza, que terminou preso.



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

face

0 comentários: