Prefeituras do Crajubar terão aumento de 35% no FPM de maio

15:00 Fagner Soares 0Comentários


Mês de maio será de aumento no repasse do FPM para Crato, Juazeiro e Barbalha. (Foto: Serena Morais)


As três maiores prefeituras do Cariri - Crato, Juazeiro do Norte e Barbalha - não podem reclamar dos repasses do Governo Federal, com relação ao Fundo de Participação dos Municípios (FPM) para este mês de maio. O triângulo Crajubar deve receber os recursos com um incremento médio de 35% em relação ao último mês de abril.

Em valores, o percentual significa um aumento superior a R$ 3,6 milhões nos cofres das prefeituras. Juntas, as três gestões devem receber um total de R$ 13,2 milhões. Em Crato, o repasse saltou de R$ 2.805.939,00 em abril para R$ 3.872.196.

Em Juazeiro do Norte, o valor saltou de R$ 5.081.867,00 no mês passado para R$ 7.012.976,00 em maio. O menor percentual aconteceu em Barbalha, menor cidade do Crajubar. O valor passou de R$ 1.714.740,00 em abril para R$ 2.366.342,00 em maio.

Os recursos devem ajudar as prefeituras a amenizar situações críticas deixadas pelas gestões anteriores. O prefeito de Barbalha, Argemiro Sampaio (PSDB), avalia que o dinheiro chega em boa hora e que o recurso será usado para melhorar a infraestrutura da cidade que, segundo ele, precisa de ações urgentes de manutenção e melhoramento.

Argemiro ressalta que outros setores, como Saúde e Educação, também estariam necessitando do investimento, mas eles já contam com verbas carimbadas e com as previsões orçamentárias das verbas próprias do Município. O prefeito assegura que o dinheiro será bem utilizado para satisfazer as reivindicações da população.

O gestor municipal de Juazeiro do Norte, Arnon Bezerra (PTB), disse que o dinheiro será empregado em setores como Infraestrutura e Educação. Para o prefeito, é preciso melhorar a Educação de Juazeiro e o caminho é aumentar os investimentos para qualificar o serviço e os profissionais.

Arnon ressalta que espera para breve uma solução com relação aos precatórios do magistério, ainda sob análise da Justiça. Segundo o prefeito, existem muitas demandas para poucos recursos, mas o dinheiro dos precatórios pode resolver parte dessa demanda na Educação.

Entre os setores mais necessitados de investimentos, Arnon citou a Saúde. Segundo ele, são investidos algo em torno de 27% do orçamento total do Município e o serviço ainda está longe do ideal. A lei determina investimento mínimo de 15% do orçamento e, para alcançar os 27%, o Município precisa economizar em outros setores, o que aumenta a demanda reprimida.

Motivado principalmente pela ausência de uma política de arrecadação por parte de gestões passadas, o FPM deve continuar como a principal fonte de recursos para os municípios do Crajubar. Este ano, o município de Crato deve receber R$ 43 milhões do FPM, enquanto Juazeiro receberá R$ 77,8 milhões e Barbalha R$ 26,2 milhões. Os valores ficam acima dos repassados em 2016.

Informações do site Observatório de Informações Municipais dizem que não apenas o FPM sinaliza com uma recuperação, mas outros fatores também levam a acreditar em tempos melhores.

Fonte: Jornal do Cariri
face

0 comentários: