Primeiro juazeirense a se formar em Medicina estaria completando hoje 100 anos

11:02 Fagner Soares 0Comentários



Geneflides Matos foi um dos médicos pioneiros do Hospital São Lucas em Juazeiro (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

O Site Miséria lembra, neste sábado, a passagem dos 100 anos de idade de Geneflides Matos, que foi o primeiro filho natural de Juazeiro do Norte a se formar em Medicina. Ele faleceu em Fortaleza aos 79 anos no dia 6 de novembro de 1996 e nosso portal de notícias lembra esse centenário como forma de homenagem póstuma. Ele nasceu no dia 10 de Junho de 1917 no seio de uma família grande e marcada pela pobreza numa época em que Juazeiro tinha apenas 6 anos de emancipação política.

Geneflides Matos era o mais novo dos oito filhos do casal Galdino Ferreira de Araújo e Joaquina Matos. Ele começou a estudar na terra de Padre Cícero e atendendo convite dos irmãos Jeffé, Jessé e Jefferson seguiu para o Rio de Janeiro em 1937 ou três anos após a morte do sacerdote. Ele já partiu do Cariri sonhando em cursar Medicina, mas não foi fácil, pois tinha que trabalhar bastante durante o dia para se manter na capital carioca e só lhe restava o período noturno, a fim de se preparar para o vestibular.

No ano de 1947 Geneflides Matos concretizou o sonho ao concluir o curso na Faculdade de Medicina de Niterói. A coroação desse feito de ser médico em Juazeiro se juntava ao pioneirismo de primeiro filho da cidade a conseguir tal diploma o que se tornou possível graças ao apoio dado pelo seu irmão Genésio. Ele não demorou a retornar passando a residir com sua mãe na Rua do Brejo e na mesma casa em que havia nascido.

Doutor Geneflides montou seu consultório na praça principal da cidade e ainda em trabalhou na Prefeitura e no Hospital São Lucas. Na verdade foi um dos pioneiros daquele hospital inaugurado no dia 18 de outubro de 1955 tendo como primeiro corpo clínico os médicos Mário Malzone, Hildegardo Belém, Geneflides Matos, Mozart Alencar, Hamilton Esmeraldo Alves e Possidônio Bem. Depois, vieram Irlando Matos, Mauro Sampaio, Doutor Ney e Antonio Conserva Feitosa.



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

face

0 comentários: