Gestão de Juazeiro envia projeto de reajuste à servidores em percentuais já recusados pela categoria

11:44 Fagner Soares 0Comentários


(Foto: Reprodução)

Juazeiro do Norte. A gestão municipal de Juazeiro do Norte causou surpresa ao encaminhar na tarde de ontem (08),  para a Câmara de Vereadores, projeto que define o reajuste salarial dos servidores públicos municipais nos mesmos percentuais que levaram a categoria a deflagrar o movimento grevista, há exatos 40 dias, responsável pela paralisação de serviços em diversos setores administrativos do município.

Ontem , durante sessão ordinária, até os parlamentares da base de sustentação do governo se mostravam perplexos em relação ao encaminhamento da matéria, tendo em vista a recusa da categoria já ter sido amplamente anunciada, através da representação sindical dos servidores.

O projeto, encaminhado às comissões técnicas da Casa, define os reajustes da seguinte forma: 4,85% para salários compreendidos entre a faixa de R$ 938,00 a R$ 1 mil; 4,25% para salários compreendidos na faixa de R$ 1000,01 a R$ 1.500,00; 3,85% para os salários compreendidos na faixa de R$ 1.500,01 a R$ 2.000,00; 3,75% aos salários compreendidos na faixa de R$ 2.000,01 a R$ 2.500,00; 3,15%  para os salários compreendidos na faixa de R$ 2.500,01 a R$ 3.000,00; e 2,85%  para os salários acima de R$ R$ 3.00,01.

Desde que a greve foi deflagrada, tentativas de acordos têm sido buscadas pelo Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Juazeiro do Norte (Simsejun), através da diretoria da entidade. No entanto, nas reuniões envolvendo sindicalistas e representantes do governo local, algumas contando, inclusive, com a presença do próprio prefeito do município, Arnon Bezerra (PTB), nenhuma nova proposta foi apresentada pela gestão aos servidores em greve.

"A gestão alega que não há recursos para atender a proposta de reajuste apresentada pelo sindicato, cujo impacto anual é de pouco mais de R$ 900 mil, no universo de um orçamento de quase R$ 500 milhões. Há lastro financeiro para que cheguemos a um consenso. Porém, falta interesse político do prefeito em resolver a questão", avalia o presidente do Simsejun, Marcelo Alves.

A repercussão do encaminhamento da matéria foi imediata nas redes sociais. Dezenas de servidores repudiaram a iniciativa do governo avaliando, inclusive, que a atitude atrapalha as negociações com a categoria e transparece um posicionamento impositivo da gestão municipal, em relação ao tema.

O Por Dentro do Assunto tentou conversar com o secretário de Gestão do município de Juazeiro do Norte, Evaldo Soares, a respeito do encaminhamento da matéria ao Legislativo. As ligações feitas ao número celular do secretário, no entanto, não foram atendidas. Conforme a assessoria de Imprensa da prefeitura de Juazeiro do Norte, Evaldo Soares estaria participando de uma reunião no momento das ligações da reportagem.


pordentrodoassunto01


face

0 comentários: