Após decisão do Senado, agentes de trânsito de Juazeiro se preparam para obter porte de arma

11:06 Fagner Soares 0Comentários


Após decisão do Senado, agentes de trânsito de Juazeiro se preparam para obter porte de arma (Foto: Reprodução)


O plenário do Senado decidiu na tarde desta quarta-feira (27), que agentes de trânsito poderão portar armas de fogo durante o serviço. O projeto de lei (PLC 152/2015) de autoria do ex-deputado federal Tadeu Filippelli (PMDB-DF) prevê que guardas municipais nessa função também terão o mesmo direito. O projeto segue para sanção presidencial.

Em Juazeiro do Norte, a notícia foi recebida com entusiamo pelo Departamento Municipal de Trânsito (DEMUTRAN) e pela Secretaria de Segurança Pública e Cidadania. O Código de Trânsito Brasileiro (CTB-Lei 9.503/1997), prevê que o "agente da autoridade de trânsito" é toda pessoa, civil ou policial militar, credenciada pela autoridade de trânsito para o exercício das atividades de fiscalização, operação, policiamento ostensivo de trânsito ou patrulhamento.

OPINIÕES

O diretor do DEMUTRAN, Pedro Cipriano, informou que nem todos os 92 agentes estarão aptos a portar a arma de fogo, apesar do entusiamos da categoria. Cipriano destacou que "todos passarão por um processo de treinamento e acompanhamento da assistência social. "É provável que alguns agentes fiquem chateados mas aqueles que costumam beber, por exemplo, já estão fora do grupo que será armado", finalizou. A primeira palestra educativa destinada aos agentes ocorre na próxima terça, 3. 

O Secretário de Segurança Pública Hamilton Macedo Costa, citou um caso similar, no qual a Guarda Civil do município se prepara para receber o porte de armas. Ele destacou o treinamento prévio e disse ainda não conhecer de perto o texto que trata dos agentes de trânsito, mas "tende a concordar com a medida, já que o DEMUTRAN detêm poder de policia". 

Um empresário de Juazeiro também é favorável à ideia, "desde que todos os que portarem armas de fogo passem por severos testes psicológicos e sejam reciclados a cada ano. 

Já o vereador Demontier Agra (PPL), que também é Guarda Civil, é contra a medida. "Demutran é para fiscalizar o trânsito, não é armado que irá diminuir a violência", disse.


Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br
face

0 comentários: