URCA e UFCA se posicionam após corte nas bolsas de incentivo à pesquisa no Ceará

09:00 Fagner Soares 0Comentários


Vista aérea da UFCA; instituição assumiu o pagamento das bolsas da Funcap em 2017 (Foto: Arquivo UFCA)

Após o anúncio de cortes de bolsas para iniciação científica em instituições de ensino cearenses, a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Universidade Regional do Cariri (URCA) se posicionaram e esclareceram alguns pontos acerca do fim dos benefícios.

UFCA

Na UFCA, onde as bolsas para iniciação científica iniciam sempre em agosto e têm vigência de 12 meses, a própria instituição assumiu o pagamento dos benefícios aos estudantes "em virtude da falta de aporte do recurso para este fim por parte da Funcap", diz a nota enviada à esta reportagem.

A verba utilizada para o pagamento das 22 bolsas na UFCA tem saído do orçamento de custeio, onde são pagas despesas com contratos de prestação de serviços, aquisição de materiais de consumo, diárias, passagens, bolsas e benefícios aos estudantes.

"Isto obriga a universidade a fazer um esforço e pensar alternativas próprias, a fim de garantir o pagamento das bolsas de iniciação científica , referentes ao edital da Funcap", diz ainda a nota.

Em 2018, caso a Funcap não tenha como cumprir com o compromisso de pagar as bolsas, "a UFCA tem a intenção de continuar empreendendo todo o esforço necessário para garantir o benefícios aos 22 estudantes até o fim da vigência, a depender das condições orçamentárias da instituição".

CEARÁ

Pelo menos nove instituições no estado devem sofrer com o corte de bolsas concedidas pela Fundação Cearense de Apoio ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Funcap). Este é apenas um órgão cearense de fomento à pesquisa no país, há também modalidade de bolsas oferecidas pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) e pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), ambos órgãos nacionais.

URCA

O Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da URCA, professor Roberto Siebra, diz que ainda é cedo para afirmar que as bolsas oferecidas pela Funcap não serão ofertadas no ano que vem. Em conversa com esta reportagem, Siebra afirmou que só poderá se posicionar sobre o caso na primeira quinzena de janeiro.

"Todas as bolsas são anuais, e vão de janeiro a dezembro. Ao chegar o final do ano nós iniciamos o período de negociação para os benefícios para o próximo período letivo, dizer que não vai ter bolsa seria irresponsabilidade da minha parte", afirma o professor.

VALORES E ESTIMATIVAS

De acordo com Roberto, 572 bolsas provenientes de recursos próprios e de de outras ações de fomento são ofertadas na URCA em 2018. Elas serão distribuídas da seguinte maneira:  Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós-Graduação, 160; Pró-Reitoria de Graduação, 64;  Pró-Reitoria de Extensão,160 bolsas e Pró-reitoria de Assuntos Estudantis, 187 bolsas.

Em 2016 e 2017 a URCA recebeu R$ 936 mil para bolsas de Mestrado, Doutorado e Graduação. de recursos da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPS).  Segundo o pró-reito, recebeu do CNPq, MEC, MEC/FNDE e MEC / Min. da Saúde , o valor de R$ 38.400,000 em 2016. Em 2017 este valor deverá ser de R$ 57.600,00.



Por Felipe Azevedo/Agência Miséria
Miséria.com.br

face

0 comentários: