Bandeira encara protestos em viagem do Fla e minimiza: "eram poucos" - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Bandeira encara protestos em viagem do Fla e minimiza: "eram poucos"

Share This

Apesar da boa vitória sobre o América-MG pelo Brasileiro e da festa para Júlio César no último fim de semana, o clima não é dos mais tranquilos no Flamengo.

Nesta segunda-feira (23), durante viagem para a Colômbia para a partida contra o San (Foto: Reprodução)

Apesar da boa vitória sobre o América-MG pelo Brasileiro e da festa para Júlio César no último fim de semana, o clima não é dos mais tranquilos no Flamengo.

Nesta segunda-feira (23), durante viagem para a Colômbia para a partida contra o Santa Fé pela Libertadores, o presidente do clube, Eduardo Bandeira de Mello, foi cobrado por alguns torcedores que questionam a gestão do departamento de futebol. Escoltado por seguranças e policiais, o mandatário ouviu gritos de "debochado" e outros xingamentos no embarque do aeroporto internacional do Rio de Janeiro. Ao desembarcar em Bogotá, Bandeira fez pouco caso da pressão da torcida.

"Está tudo bem. Eram poucos. Eram poucas pessoas", minimizou, em entrevista ao site Globoesporte.com na chegada à Colômbia.

"Sempre tem pressão. Flamengo está sempre pressionado, isso vem da natureza de quem é grande", completou.

Além de Bandeira de Mello, o técnico Mauricio Barbieri também foi lembrado pelos torcedores cariocas no embarque. O comandante interino do time já tinha sido vaiado na noite do último sábado, no duelo contra o América-MG no Maracanã.

Apesar dos cinco pontos conquistados em três jogos na Libertadores e da liderança provisória do grupo D, o Flamengo precisa pontuar em Bogotá para não correr riscos de siar da zona de classificação. River Plate, com cinco pontos, e o próprio Santa Fé, com três, podem superar o Rubro-negro na tabela nesta rodada.

 

Uol



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad