Com visita negada, senadores aprovam ‘vistoria’ na cela de Lula - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Com visita negada, senadores aprovam ‘vistoria’ na cela de Lula

Share This


Senadores integrantes da Comissão de Direitos Humanos aprovam vistoria às instalações onde está detido o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) (Foto: Reprodução)

Proibidos pela juíza Carolina Moura Lebbos de visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na prisão, senadores da esquerda conseguiram aprovar, nesta quarta-feira, uma diligência para que a Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado faça uma vistoria na cela do petista, que está detido na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

O pedido foi formulado pela senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e aprovado em votação simbólica no colegiado, dominado pelos parlamentares da oposição. Com isso, visitará Lula no Paraná uma comitiva formada por dez senadores: Vanessa, Regina Sousa (PT-PI), Angela Portela (PT-RR), Gleisi Hoffmann (PT-PR), Fátima Bezerra (PT-RN), Lindbergh Farias (PT-RJ), Telmário Mota (PTB-RR), Paulo Paim (PT-RS), Jorge Viana (PT-AC) e Paulo Rocha (PT-PA).

Destes, Gleisi e Lindbergh estavam na lista de políticos formulada pela defesa e vetada por Carolina Lebbos, magistrada responsável pela execução penal. A juíza alegou que o ex-presidente não tem direito a privilégios, no que diz respeito a visitas, e, portanto, as visitas não deveriam ser permitidas. Também ficaram do lado de fora nove governadores de estado e o senador Roberto Requião (MDB-PR).

"A Lei de Execução Penal é claríssima. Ela fala que que visitas são permitidas a parentes, companheira, esposa e amigos. Então não há base legal", argumentou Vanessa Grazziotin, acrescentando que a decisão judicial comprovaria que Lula está submetido a uma "prisão política".

Outro que falou pela aprovação, o senador Telmário Mota diz que vê a situação do petista como "tortura". "Agora se adota um processo psicológico de isolamento absoluto para tentar implantar o desespero, a sensação do abandono, de impotência. Tentando lhe arrancar os últimos momentos de fé e de esperança", criticou.

A comitiva vai analisar as "condições de encarceramento", sem especificar quais itens serão observados, e vai observar também a situação "dos demais presos naquela sede".

Fonte: Veja



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad