Menos bebês estão nascendo no Brasil

10:16 Fagner Soares 0Comentários


Mulher grávida durante exame (Foto: iStock/Getty Images)

Um fenômeno que vem acontecendo há vários anos em países desenvolvidos chegou ao Brasil. De acordo com dados divulgados há poucos dias pelo IBGE, a taxa de natalidade em nosso país caiu, em média, 5% em 2016 em relação à 2015. Em dados absolutos, nasceram um pouco menos de 2,8 milhões de bebês, quando habitualmente nascem em torno de 3 milhões de crianças brasileiras a cada ano. E porque isso aconteceu?

Possíveis motivos

Em análise rápida, podemos lembrar de dois problemas que afligiram com força os candidatos a aumentarem a família: crise econômica e zika vírus. Sem tentar enfrentar o difícil economês para explicar o que aconteceu nos últimos anos, nem enveredar pela problemática política que contamina os índices financeiros, é fato que milhões de pessoas perderam o emprego e, consequentemente, assistência médica, o que brecou o planejamento de gravidez em grande parte desses casais.

Já o zika vírus surgiu de forma apavorante durante 2015 ao ser associado com uma avalanche de casos de bebês que nasceram com microcefalia, mal formação que pode provocar sérios problemas de desenvolvimento neuropsicomotor. Essa associação teve aspectos muito intrigantes ao se concentrar em alguns Estados do Nordeste, em especial Pernambuco, e praticamente desaparecer do radar de preocupação nos últimos meses (pelo menos, por enquanto). Mas, no auge do noticiário, durante o verão de 2015 para 2016, o zika vírus foi, sem dúvida, responsável pelo adiamento das tentativas de gestação de muitos casais, assim como pelas vendas exorbitantes e sumiço das farmácias do repelente icaridina!

De fato, a tendência de crescimento populacional e a pirâmide demográfica de nosso país talvez estejam mudando e isso somente será observado de forma concreta após alguns anos de análise contínua.

Fonte: Veja



face

0 comentários: