Preso em Juazeiro acusado de pistolagem suspeito de 14 homicídios - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Preso em Juazeiro acusado de pistolagem suspeito de 14 homicídios

Share This

"Totonho" foi preso esta noite em sua casa com uma pistola e um Rádio HT sintonizado na freqüência da PM (Foto:Reprodução/Redes sociais)

A polícia de Juazeiro de Juazeiro prendeu um homem acusado de crimes de pistolagem na região do Cariri por volta das 23h30min desta segunda-feira. Antônio Alfredo Domingos Filho, de 36 anos, o "Totonho" estava em sua casa na Rua José de Alencar (Santa Tereza) fazendo uso de drogas e armado. Militares do Policiamento Ostensivo Geral (POG), RAIO 05, Batalhão de Divisas e Serviço de Inteligência foram lá e o mesmo ainda tentou fugir pulando muros, mas não deu.

No imóvel, os policiais apreenderam uma pistola 9 mm com um carregador contendo cinco munições intactas, um Rádio HT sintonizado na frequência da PM e uma Carteira de Habilitação falsa com sua foto e o nome de Antonio Maurício de Lima Domingos. Ele responde quatro procedimentos, sendo três por homicídios, mas a polícia diz acreditar que "Totonho" já deve ter matado 14 pessoas na região do Cariri. Ele foi ouvido esta madrugada na Delegacia Regional de Polícia Civil de Juazeiro.

Na tarde do dia 8 de maio de 2013, no cruzamento das ruas Madre Nely Sobreira e Unias Figueiras (Limoeiro) ele lesionou a tiros um adolescente de apenas 13 anos, que terminou socorrido ao Hospital Tasso Jereissati. Já na madrugada do dia 23 de dezembro daquele mesmo ano foi preso para responder por crime de trânsito no caso embriaguez ao volante.

Num intervalo de quatro meses em 2014, "Totonho" matou três pessoas em Juazeiro. No dia 4 de janeiro assassinou com 10 tiros de pistola José Raniere Reinaldo Holanda, de 32 anos, que vendia alumínios em Ouricuri e morava no bairro Romeirão. A vítima estava num bar perto de sua casa quando chegaram quatro homens em duas motos, sendo um deles "Totonho". Raniere respondia um homicídio, porte ilegal de arma e, em meio aos disparos, Sérgio dos Santos Alves, de 32, saiu lesionado no joelho.

Dois dias depois, "Totonho" matou Wescley Teles Feitosa, de 18 anos, que residia na Rua Maria Augusta Pereira (Antonio Vieira). O jovem foi executado a tiros na porta de sua casa por "Totonho" e outro homem os quais se aproximaram numa moto Honda Fan de cor preta. Wescley trabalhava limpando para brisas no semáforo em frente ao Shopping e já tinha sido vítima de atentados à bala em outubro de 2012 e março de 2013.

Já no dia 7 de abril de 2014 "Totonho" assassinou a jovem Carla Rafaela Soares Silva, de 28 anos, que residia na Rua Osana Pereira, 395 (João Cabral). Ela foi executada a tiros na Rua José Andrade de Lavor daquele bairro por dois homens em uma moto. A garota respondia por um crime de lesão corporal e familiares apontaram como acusados "Totonho" e outra pessoa apelidada por "Fernando Cambota".



Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad