Garota é morta em Juazeiro com golpe de gargalo de garrafa no pescoço e o marido lesionado - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Garota é morta em Juazeiro com golpe de gargalo de garrafa no pescoço e o marido lesionado

Share This

Crime aconteceu na Rua Maria Ana no bairro São José em Juazeiro (Foto: Reprodução/ Google Maps)

A jovem Natalia Ferreira Barão, de 24 anos, que residia na Rua Maria Ana Pereira (São José) em Juazeiro, morreu por volta de uma hora da madrugada de hoje num dos leitos do Hospital Regional do Cariri (HRC). Momentos antes, a mesma tinha sido lesionada durante conflito em sua casa com um gargalo de garrafa no pescoço e no braço desfechado por Carlos da Conceição Silva, que é apelidado por “Esquerdinha” e fugiu.

No entrevero, ele lesionou ainda o companheiro de Natália no caso Cícero Alves, de 34 anos. O mesmo também foi socorrido pelo SAMU ao HRC e segue internado. Quando a polícia foi acionada uma patrulha do Policiamento Ostensivo geral (POG) esteve no local e até diligenciou à procura do acusado, mas não obteve êxito. Inclusive, foi até à residência de “Esquerdinha” e ele não se encontrava. O casal não respondia procedimentos perante à polícia ou justiça.

Este foi o oitavo homicídio do mês de fevereiro em Juazeiro e o 17º do ano no município. O último assassinato tinha acontecido na noite de quinta-feira (21) quando Davi José Farias dos Santos Belo, de 18 anos, o “Perereca” que residia na Rua Senhor do Bonfim (João Cabral), foi morto a tiros. Ele tinha acabado de chegar no Bar da Fava que funciona na Rua das Flores (Santa Tereza) e foi executado por um homem que saiu empurrando sua moto pela via pública.

Quanto a mulheres foi a primeira assassinada este ano na região do Cariri. A última tinha sido Elvira Maria Pereira, de 85 anos, na noite do dia 31 de dezembro. Ela morava no bairro Aeroporto em Juazeiro e morreu no HRC para onde foi socorrida após ser atingida com um tiro na cabeça. Seu filho José Casemiro Pereira, de 46 anos, retornava de Caririaçu dirigindo um carro pela Rua Pedro Cruz Sampaio (Carité) quando dois homens numa moto atiraram e ele, também, morreu depois no hospital.


Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad