Sesau de Juazeiro abriu sindicância para apurar morte no São Lucas antes do pedido de CPI - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Sesau de Juazeiro abriu sindicância para apurar morte no São Lucas antes do pedido de CPI

Share This

Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro do Norte (Foto: Arquivo/João Boaventura Neto)


A secretária de Saúde de Juazeiro do Norte, enfermeira Francimones Albuquerque, concedeu entrevista ao site Miséria na noite dessa terça-feira, dia 26. No final da matéria leia a Nota, na íntegra, enviada pela secretaria de Saúde (Sesau).

Ela garantiu que a secretaria já havia instaurado sindicância para apurar os fatos sobre a morte da jovem Stephany Alves, no São Lucas, mesmo antes do pedido de CPI na Câmara Municipal.

De acordo com a titular da Saúde de Juazeiro, Stephany deu duas entradas no São Lucas antes da data do parto e, apesar de ter sido diagnosticada com pielonefrite, ela assinou um termo para sair do hospital antes de receber alta médica.

O laudo do Hospital São Vicente de Paulo, em Barbalha aponta infecção crônica pré-existente e ausência de resto de parto no útero da paciente. Lá foi realizada a histerectomia na paciente.

Segue abaixo a Nota na íntegra

A Secretaria da Saúde, considerando o falecimento da jovem S.A.D, de 15 anos, na última quarta-feira (20), no Hospital Maternidade São Lucas, que é gerenciado pela organização social IMEGI, esclarece que está agindo com transparência diante do caso, e que mesmo antes do pedido de CPI já havia instaurado sindicância para apurar os fatos.

Na sindicância já foi identificado que a jovem teve duas entradas no Hospital Maternidade São Lucas anteriores à data do parto e que apesar de ter sido diagnosticada com pielonefrite a paciente assinou um termo para sair do hospital antes de receber alta médica. 

O laudo do Hospital Maternidade São Vicente de Paulo, em Barbalha, onde foi realizada a histerectomia, aponta infecção crônica pré-existente e ausência de resto de parto no útero da paciente.

A Secretaria reforça que não está se furtando de suas responsabilidades e que após a conclusão da sindicância, se for comprovado que houve negligência e em que momento houve, quem realmente for culpado será responsabilizado.


Por João Boaventura Neto
Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad