Audiência pública discute regulamentação para motoristas de aplicativo em Juazeiro - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Audiência pública discute regulamentação para motoristas de aplicativo em Juazeiro

Share This

Audiência Pública na Câmara Municipal de Juazeiro do Norte (Foto: João Boaventura Neto)
Em 20/08/2019 às 16:18
Audiência pública proposta pelo vereador Demontier Agra (PSD) debateu sobre a regulamentação dos motoristas de aplicativo de Juazeiro do Norte. A audiência aconteceu na tarde dessa segunda-feira (19) na Câmara Municipal.

Além do vereador proponente da reunião, estiveram presentes os parlamentares Claudionor Mota (PMN) e Vicente ou Dé (PSD); representantes do Bora Cariri - aplicativo regional; motoristas de Uber, taxistas, mototaxistas; Josivaldo pereira, gerente de transporte do Departamento de Trânsito de Juazeiro do Norte e o procurador adjunto do Município, Adailton Filho.

Para Agra a audiência foi produtiva. "Foi aberta a fala para motoristas, taxistas, motoristas de App e até usuários. Estou cumprindo meu papel de vereador, representando a classe trabalhadora dos motoristas. Que bom seria que toda lei relevante pudéssemos fazer uma audiência pública e ouvir as demandas da sociedade juazeirense", disse em entrevista ao Miséria.

O representante do Bora Cariri, José Neto que é diretor do aplicativo, também conversou com a reportagem do Miséria. Ele disse que foi proveitosa a audiência já que foram abordados temas de interesses dos taxistas e dos motoristas de aplicativo.

José Neto destacou que os mototaxistas também tiveram interesse em participar, o que é bom para todos. "Com a lei vamos poder ter tudo legalizado sem nenhuma das partes reclamar, ficar apontando o dedo dizendo se é legal ou não principalmente para nós que vamos ter todos os nossos direitos regulamentados", comemorou.
Galerias da Câmara de Juazeiro do Norte ficaram lotadas durante a audiência (Foto: João Boaventura Neto )


Já Raimundo Nonato, vice presidente do sindicato dos taxistas, disse que não estar totalmente satisfeito já que ainda não foram apresentadas soluções, mas "(...) o caminho é ouvir as partes envolvidas e repassar para o Ministério Público (...)", disse.

Ele disse que a classe de taxistas está 90% prejudicada, mas não citou quais os prejuízos. Nonato garantiu ainda que já encaminhou alguns pontos para a procuradoria o município e que em breve serão debatidos em reunião com o Ministério Público.

De acordo com o procurador do Município, o advogado Micael Feitosa, diversos tópicos já foram debatidos. 

"(...) O limite de idade veicular, que deverá ficar igual aos taxistas em torno de 10 anos; o motorista de app não pode ter ponto fixo só podendo pegar o passageiro via plataforma digital; em relação ao emplacamento dos veículos continuará placa cinza e sem a necessidade de ser emplacado no Juazeiro e a questão da padronização dos veículos será com um adesivo discreto apenas para identificar, dentre outros temas que ainda serão propostos pelas partes (...)", explicou Micael ao site Miséria.

Demontier Agra finalizou dizendo que espera da administração municipal bom senso e sensibilidade para não abusar de taxações e tornar o serviço inviável.


Por João Boaventura Neto
Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad