Flanelinha acusado de mais de 30 assaltos em Juazeiro esfaqueou uma mulher - Rádio São Pedro Fm 105,9

Post Top Ad

Flanelinha acusado de mais de 30 assaltos em Juazeiro esfaqueou uma mulher

Share This

Gilvan já responde por muitos assaltos em Juazeiro (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)
Em 09/09/2019 às 11:20
Uma tentativa de homicídio foi registrada por volta das 10 horas da manhã deste domingo após um entrevero entre flanelinhas em Juazeiro do Norte. Gilvan Henrique dos Santos Andrade, de 25 anos, residente no bairro Jardim Gonzaga, foi preso momentos após esfaquear uma garota que, também, pede dinheiro em semáforos a exemplo dele. Ela foi socorrida para a UPA Limoeiro após ser lesionada com um golpe na altura do peito.

O mesmo disse à polícia que apenas quis se defender acrescentando que a garota queria bater nele para tomar o seu dinheiro. Gilvan pratica crime desde os 17 anos com mais de 30 passagens pela polícia. Ele se tornou deficiente físico após ser baleado perto da Casa de Shows Aplausus no dia 7 de abril de 2016. Gilvan foi socorrido pelo SAMU ao Hospital Regional do Cariri após ser atingindo com um tiro na nuca, outro na mão e mais um no joelho.

A última prisão dele tinha acontecido no último dia 22 de novembro quando equipes do RAIO estiveram no bairro Jardim Gonzaga após obterem informações sobre uma série de assaltos. Nas diligências, encontraram o carro usado nas “paradas” e o motorista informou que celulares roubados estavam nas casas de alguns amigos. Com isso, os “raianos” apreenderam dois aparelhos, dois capacetes e uma moto em poder de Giulvan e um adolescente.



HISTÓRICO – Gilvan foi apreendido pela primeira vez quando tinha apenas 17 anos. No dia 16 de janeiro de 2011, ele estava no cruzamento da Avenida Castelo Branco com a Rua Farias Brito (João Cabral), após furtar de uma casa na Avenida Paraná um aparelho de DVD. No dia 27 de maio do mesmo ano, foi apreendido na Rua Socorro Norões Mota (Triângulo) com uma escopeta de fabricação caseira na cintura. Ele ainda tentou esconder, mas não deu tempo.

Já no dia 3 de julho de 2012, Gilvan tinha 18 anos e era preso pela 11ª vez ao tentar assaltar um ônibus com arma de brinquedo. Passageiros do coletivo da linha Triângulo-Centro tentaram linchar o rapaz, mas foram impedidos pela polícia. Quando entrou no ônibus, anunciou o assalto e um passageiro notou que a arma era de brinquedo imobilizando o rapaz que ainda foi espancado.

No dia 6 de fevereiro de 2014, no cruzamento das ruas Delmiro Gouveia e Rui Barbosa (Santa Tereza), Gilvan voltou a ser preso com faca tentando praticar assaltos. Enquanto isso, dia 4 de março de 2014, no cruzamento das ruas Todos os Santos e Perpetua Carneiro da Cunha (João Cabral), voltou a ser preso com uma faca na cintura. Sua 16ª prisão aconteceu no dia 12 de março de 2014 no cruzamento das ruas São José e Alencar Peixoto, no centro, onde arrombou um Fiat Uno furtando macaco e ferramentas. Daí em diante foram várias outras prisões.


Por Demontier Tenório
Miséria.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad